Bem-vindo à Clínica Villela Pedras
Central de Agendamento: 
(21) 3511-8181 |  (21) 2529-2269

Notícias

Câncer de Próstata

Câncer de próstata: Saiba mais sobre uma nova arma em seu tratamento.

23/mar/2017

A Villela Pedras realiza tratamento para Câncer de Próstata com Cloreto de Rádio (223 Ra) e possui casos de sucesso.

No Brasil, o câncer de próstata (CP) é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não melanoma), segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (www2.inca.gov.br). O CP é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Atualmente no Brasil, estamos observando um aumento na incidência deste tipo de câncer, provavelmente justificado pela melhoria dos métodos diagnósticos e pelo aumento na expectativa de vida da população.

A grande maioria dos CP apresentam crescimento lento e seus sítios de metástases mais comuns são os linfonodos e os ossos. Felizmente, nos últimos anos, drogas terapêuticas trouxeram resultados significativos para os pacientes com esses tumores. Nesse post desejamos explicar sobre uma nova droga recentemente aprovada para uso em nosso país, o Cloreto de Rádio (223 Ra), tratamento realizado por Centros de Medicina Nuclear devidamente capacitados e registrados.

Cloreto de rádio (223 Ra) é indicado para o tratamento de pacientes com CP com metástases ósseas sintomáticas, sem metástases viscerais conhecidas e que são resistentes à castração.  É sabido que 90% dos pacientes com tumores resistentes a castração apresentam evidência radiológica de metástases ósseas, as quais são a principal causa de morte, incapacidade e perda de qualidade de vida, bem como do aumento dos custo do tratamento.

Cloreto de rádio (223 Ra) é um radiofármaco administrado por via endovenosa. Ele se liga a áreas de aumento do metabolismo ósseo de metástases, mimetizando o Cálcio, e emite uma radiação alfa capaz de provocar dano importante ao DNA tumoral (efeito citotóxico). Como a radiação alfa é de alta energia e capaz de percorrer mínimas distâncias, o dano é intenso porém limitado a região tumoral, poupando o tecido sadio adjacente. Isso faz com que ela tenha baixa incidência de efeitos colaterais.

Em um grande estudo recente sobre o Cloreto de Rádio (223 Ra), publicado em uma das revistas médicas de maior impacto científico (http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa1213755#t=article), este mostrou de forma significativa dois grandes benefícios:

  • redução no número de eventos ósseos (ex.: fraturas e cirurgias ortopédicas relacionadas ao câncer, diminuição do número de indicações de radioterapia para alívio da dor óssea, redução de episódios de compressão medular);
  • aumento da sobrevida global, parâmetro mais importante em estudos que avaliam tratamentos contra o câncer. Os pacientes que receberam o cloreto de rádio (223 Ra) viveram mais.

A Clínica de Medicina Nuclear Villela Pedras, sempre buscando atender melhor aos nossos pacientes, está disponibilizando esse tratamento, já tendo realizado alguns casos com sucesso. Informe-se sobre o tratamento através da nossa Central de Agendamento:

(21) 3511-8181

(21) 2529-2269

Também oferecemos suporte e esclarecimento para médicos através do nosso Canal do Médico pelo WhatsApp:

(21) 97276-7113

A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após discutir os riscos e benefícios do tratamento com o seu médico.